Home » Destaque » Estamos na Semana Estadual de Prevenção a Leishmaniose Visceral. Saiba mais sobre a doença e previna-se!

Estamos na Semana Estadual de Prevenção a Leishmaniose Visceral. Saiba mais sobre a doença e previna-se!

Estamos na Semana Estadual de Prevenção a Leishmaniose Visceral. Saiba mais sobre a doença e previna-se!

O QUE É

A Leishmaniose Visceral é uma zoonose de evolução crônica, com acometimento sistêmico e, se não tratada, pode levar a óbito até 90% dos casos. É transmitida ao homem pela picada de fêmeas do inseto vetor infectado, denominado flebotomíneo e conhecido popularmente como mosquito palha, asa-dura, tatuquiras, birigui, dentre outros. No Brasil, a principal espécie responsável pela transmissão é a Lutzomyia longipalpis.

COMO ACONTECE A TRANSMISSÃO

A Leishmaniose Visceral é transmitida por meio da picada de insetos conhecidos popularmente como mosquito palha, asa-dura, tatuquiras, birigui, dentre outros. Estes insetos são pequenos e têm como características a coloração amarelada ou de cor palha e, em posição de repouso, suas asas permanecem eretas e semiabertas.

A transmissão acontece quando fêmeas infectadas picam cães ou outros animais infectados, e depois picam o homem, transmitindo o protozoário Leishmania chagasi, causador da Leishmaniose Visceral.

COMO PREVENIR

A prevenção da Leishmaniose Visceral ocorre por meio do combate ao inseto transmissor. É possível mantê-lo longe, especialmente com o apoio da população, no que diz respeito à higiene ambiental.

Confira na imagem mais informações sobre as formas de prevenção, sinais e sintomas, além dos cuidados com a saúde do seu cão.